25 de jun de 2010

16 de março


Me arrumei, peguei minha mochila
cheguei ao portão, um beijo de partida
um abraço que não era de uma despedida
fui sem saber com um sorriso inocente
Volto pra casa procuro e não encontro
não há telefomas, foi um desencontro
coração aperta, lagrimas começam a escorrer
eu não sabia o que fazer
Me senti sozinha, eu não tinha mais ninguém
me escondia, sumia por horas naquelas manilhas
e quando alguém ligava eu pensava que era você
e quando chegava cartas eu pensava que eram suas
Atendia o telefone me desesperava, implorava pra ter sua volta
você dizia: 'o dia esta quase chegando'
com uma voz um tanto sufocada
esperei, esperei, e... espereii
dias, meses, anos
Houve um dia em que eu não sabia ao certo de mais nada
eu entrei em pânico, eu entreguei os pontos
olhava aquelas fotos jogadas em minhas roupas
ja não sentia mais o seu perfume
aprendi muita coisa, por esperar muita coisa
O coração que era frágil se cercou
por falsas promessas
não sei ao certo o que se tornou
talvez como uma pétala de rosa, talvez como uma pedra

Mas é como um vidro
se cair quebra
mas se pisar... corta :x

18 de jun de 2010

equilíbrio


. e eu pensei que saberia lidar com qualquer situação.

Ultimamente ando querendo ser dona da razão.
querendo me colocar sempre a frente de qualquer obstáculo. pensando que:
. FORTE EU SEMPRE FUI. - (mas não sou o suficiente).
Costumo dizer que a minha maior dificuldade está em “racionalizar meus sentimentos”. Não consigo. Não sei o caminho.

Alimento meus sentimentos com palavras, gestos, olhares e principalmente atitudes.
reparo sempre nas pequenas coisas, isso torna a minha vida GRANDE.

- mas é que passei a maior parte da minha vida agindo pela emoção, e NADA se tornou solução. Então eu me pergunto: 'estou fazendo certo?'
Todo ser humano tem direitos de errar, mas por muitas pessoas ter cometido diversos erros, pensei que ser rigosa era a maneira correta de lidar com isso.

pessoas perdi, os dias passaram e tudo foi ficando pra trás. eu não corro atrás.

Cobro das pessoas, atitudes baseada em sentimentos que são meus. Acredito que as decepções são exatamente proporcionais às minhas expectativas. Claro que me frustro, fico desiludida, sofro, choro… e o tempo se encarrega de fazer tudo passar.

Afinal, tudo passa!

mas o amor SEMPRE fica!

.casa-se, equilibra-se a razão com a emoção, talvez sera a solução.

16 de jun de 2010

.disfarçando



. de vez enquando bate um desânimo em tudo.
reelembrar certos tempos nunca é uma tarefa tão fácil
é como se tivesse um vulcão que quando se sente ameaçado entra em erupção
sem ter limites na explosão
A perseguição em executar todas os meus ressentimentos de um modo perfeito não passa de uma estratégia para ocultar a desordem da minha própria natureza.
Mostrar-me solidária para encobrir meu egoísmo e orgulho
compreensiva para encobrir minhas coléras reprimidas,
segura para disfaçar os meus medos
ter força o suficiente para perdoar, ou, quem sabe esquecer oq me fez chorar


e perceber que feliz é o que eu era
... mas só descobri isso muito tempo depoiss...

mas agora..eu só disfarço de branco o que é negro.

5 de jun de 2010

Preciso de Whisky


Preciso de mais whisky
nem que seja pra relaxar
nem que seja pra embebedar meus pensamentos desvairados

Preciso de mais whisky
nem que seja pra viajar
nem que seja para fujir em meus sonhos e descobrir onde está minha mente

nem que seja pra fazer minhas vontades se tornar reais
nem que seja pra tentar encontrar em que parte deixei o meu 'eu'
nem que seja pra descobrir a partir de quando me tornei tão, mais, severa ou rigorosa

pra descobrir onde estão meus medos, realmente, essa desconfiança, infinita
pra não querer correr novos riscos, ter medo de se afogar novamente
pra quebrar as correntes que eu mesma me prendi

Preciso de mais whisky
pra me encontrar, pra te encontrar
pra tentar, ou, talvez perdoar os imperdoáveis
pra perceber, aceitar, novas idéias

pra chegar mais perto
pra olhar em seus olhos

A partir de então não mais precisarei de whisky
Só precisarei de você.